0112  matéria(s) localizada(s) . Exibindo página 1  
6/11/2022
RAÍZES ESCRAVISTAS DO ASSÉDIO ELEITORAL
Acadêmico: José de Souza Martins

A atual situação política criou uma cultura de violação do direito do eleitor à verdade de seu voto.
23/10/2022
PESQUISAS ELEITORAIS E REALIDADE
Acadêmico: José de Souza Martins

Nessas pesquisas, as categorias de referência para estudo dos fatores da decisão do eleitor talvez não abranjam todas as singularidades do processo social de sua decisão. Mesmo que sujeitos à influência de vários agentes partidários, tem ele algumas referências pétreas, suas.
7/10/2022
LIVROS PARA COMPREENDER O BRASIL CONFUSO
Acadêmico: José de Souza Martins

os principais protagonistas da formação do Brasil são as vítimas das contradições historicamente constitutivas da nossa realidade. As que motivam a literatura do deciframento.
23/9/2022
A FOME QUE MUTILA
Acadêmico: José de Souza Martins

Feita uma desagregação dos dados por variáveis adicionais, os pesquisadores verificaram que falta comida em um em cada três lares com crianças até 10 anos.
13/8/2022
DE FOME, O MENINO CHAMOU A POLÍCIA
Acadêmico: José de Souza Martins

Mesmo não o sabendo, o menino chamou a Polícia contra o governo e o Estado brasileiro e sua concepção pobre da pobreza, a da economia que destroça a pátria e o futuro das novas gerações, os armados e os que se armam para tratar o menino como inimigo.
27/5/2022
INCERTEZAS DO ENSINO DOMÉSTICO
Acadêmico: José de Souza Martins

A medida aprovada pela Câmara pressupõe que os pais educadores devem ter curso superior.
26/3/2022
NÓS, QUEM, CARA PÁLIDA?
Acadêmico: José de Souza Martins

Na fala presidencial, no Ministério da Justiça, Bolsonaro declarou querer que os povos indígenas se sintam “como nós” e façam em suas terras “exatamente o que fazemos com as nossas”.
4/3/2022
PELO RETORNO DO EDUCADOR
Acadêmico: José de Souza Martins

Mais que treinadores de estudantes para o trabalho, nossas salas de aula carecem do retorno do educador.
2/3/2022
TRABALHO E ARTE
Acadêmico: José de Souza Martins

Neste tempo de celebração do centenário da Semana de Arte Moderna, um aspecto das revisões de interpretação de suas causas e de seus desdobramentos é o da relação entre o modernismo brasileiro e a indústria da época.
19/2/2022
A ORDEM CONTRA O PROGRESSO
Acadêmico: José de Souza Martins

Tudo que possa representar resistência ao atraso, contestação do atraso ou ação concreta para romper-lhe a inércia e libertar a criatividade social e política da sociedade acaba sendo objeto de estigmatização e até repressão fundadas nesse imaginário tosco.
12/2/2022
MEANDROS DA SEMANA DE 22
Acadêmico: José de Souza Martins

É impossível pensar a Semana de Arte Moderna sem a fábrica como fonte básica e decisiva de modernização no Brasil e de criação de necessidades expressionais, como as define Antonio Candido, que se traduziriam no modernismo. Não foram poucos os modernistas formados nos cursos profissionais do Liceu de Artes e Ofícios e da Escola Técnica do Brás. Um deles, o operário Luís Sacilotto, nas nasceu e morreu no ABC, nome referencial do concretismo.
27/1/2022
A REFORMA TRABALHISTA E AS ELEIÇÕES
Acadêmico: José de Souza Martins

A reforma trabalhista de 2017 ocorreu num momento politicamente impróprio para assegurar a legitimidade das mudanças que foram feitas, porque de governo residual de uma antecessora impedida. Foram notórias as pressões para que se aproveitasse a brecha e se viabilizasse mudanças na legislação do trabalho que atenuassem a força reivindicativa da classe trabalhadora.
15/1/2022
BRASILEIROS E PORTUGUESES
Acadêmico: José de Souza Martins

Recente artigo de Giuliana Miranda e Mayara Paixão, na Folha de S. Paulo, trata das repercussões, no meio acadêmico, em Portugal e no Brasil, de um livro do jornalista português Carlos Fino sobre as raízes do estranhamento entre os dois países.
7/1/2022
RUY OHTAKE E A MORADIA DE GENTE
Acadêmico: José de Souza Martins

Ruy Ohtake engrandeceu sua militância social de intelectual ao libertar a possibilidade do belo como um dos componentes decisivos da revolução na vida cotidiana ao eleger como sujeito e pensador dessa transformação social o homem simples.
27/11/2021
A BRECHA CONSERVADORA
Acadêmico: José de Souza Martins

"Tanto o petismo quanto o bolsonarismo resultam da falta de alternativas ideológicas e partidárias que melhor expressem as identidades políticas socialmente possíveis e autênticas do povo brasileiro."
16/11/2021
PAÍTER, NOSSO NÓS CIVILIZADO
Acadêmico: José de Souza Martins

Os paíter eram conhecidos como suruí, nome que lhes fora dado por gente a eles estranha. O nome verdadeiro de sua identidade tribal, porém, Paíter, quer dizer simplesmente “Nós”, isto é, “gente”.
29/10/2021
MISTÉRIOS DO DINHEIRO
Acadêmico: José de Souza Martins

Quem não fala a língua dos mistérios do dinheiro não legitima orientações da economia.
15/10/2021
A INVENÇÃO URBANA DOS POBRES
Acadêmico: José de Souza Martins

A competência criativa dos que tem necessidades sociais injustas permite-lhes fazer muito com o pouco, dar utilidade ao que é inútil, beleza ao que é feio.
24/9/2021
ÁRVORE DAS LÁGRIMAS
Acadêmico: José de Souza Martins

"Escolas levavam os alunos até a Árvore das Lágrimas para que lessem seus poemas para ela. Aquela árvore era um ser vivo, um símbolo. No século XIX, estudantes da Faculdade de Direito dedicavam-lhe belos poemas e crônicas."
19/9/2021
SE HOUVER AMANHÃ
Acadêmico: José de Souza Martins

"Se houver amanhã no horizonte do Brasil que está sendo semeado hoje, a pátria que sobrar não terá como não erguer, ainda que às gargalhadas, um monumento de gratidão a quem a governou de 2018 até quase 2022."
10/9/2021
A TIRANIA DO MEDO
Acadêmico: José de Souza Martins

A facilidade irresponsável com que o governante daqui atrai e aglutina gente medrosa é notória tanto em suas bravatas quanto nas bravatas dos que são por ele atraídos.
27/8/2021
VIOLA QUEBRADA
Acadêmico: José de Souza Martins

A música caipira foi criação dos padres jesuítas de São Paulo e difundida nos aldeamentos indígenas, já no século XVI, situados nos arredores da vila de Piratininga. Mistura concepções culturais dos índios do tronco linguístico tupi com o catolicismo europeu.
21/8/2021
UNIVERSIDADE PARA POUCOS
Acadêmico: José de Souza Martins

Num país de desigualdades sociais extremas e injustas, a adoção de regras de compensação social da injustiça do concentracionismo de renda tem por objetivo oferecer uma oportunidade à sociedade, não só aos que querem estudar.
6/8/2021
REVELAÇÕES DE BORBA GATO
Acadêmico: José de Souza Martins

"Os integrantes do grupo lutam pelos índios do passado, mas não pelos índios do presente, de nossa própria época, cuja realidade não conhecem."
31/7/2021
A ESPADA E O VOTO IMPRESSO
Acadêmico: José de Souza Martins

"O voto, nas democracias, não é um voto corporativo. Nem pode ser. Porque qualquer grupo que atue politicamente como corporação de interesses ou de visão de mundo que não seja a da sociedade, estará agindo na contramão da concepção de pátria. A pátria só o é porque é de todos e não só de alguns."
 1    2     3     4     5   





 
Largo do Arouche, 312 / 324 • CEP: 01219-000 • São Paulo • SP • Brasil • Telefone: 11 3331-7222 / 3331-7401 / 3331-1562.
Imagem de um cadeado  Política de privacidade.