0474  matéria(s) localizada(s) . Exibindo página 8  
28/9/2021
UM PASSO ADIANTE. MAS AINDA É POUCO
Acadêmico: José Renato Nalini

Há décadas clamo no deserto a pleitear nova sistemática de concurso para ingresso nas carreiras jurídicas, mormente na Magistratura, onde estive por quarenta anos.
27/9/2021
QUE RESPOSTA DAR AO MUNDO?
Acadêmico: José Renato Nalini

Há quanto tempo os cientistas avisam que a floresta em pé não só é mais lucrativa e valiosa do que a madeira dela extraível, mas que é essencial para manter o mínimo de qualidade existencial imprescindível à subsistência?
26/9/2021
O RESGATE DA GRACILIDADE
Acadêmico: José Renato Nalini

Os humanos precisam de doçura para sobreviver às intempéries
26/9/2021
PARLAMENTO ALIENADO
Acadêmico: José Renato Nalini

É de pasmar que o Parlamento, que Montesquieu chamava de “caixa de ressonância das aspirações populares”, perca tempo discutindo eleições, Fundo Eleitoral e Fundo Partidário e não atente para o alarme disparado pelo IPCC.
25/9/2021
ATUALIDADE DA EDUCAÇÃO CORPORATIVA
Acadêmico: José Renato Nalini

Pensadores que observam o descompasso da educação convencional com as necessidades de uma sociedade complexa como a brasileira, encontraram alternativa à reforma do ensino que parece remota.
24/9/2021
PÁSSAROS DE IGUAL PLUMAGEM
Acadêmico: José Renato Nalini

Embora a humanidade seja um complexo plúrimo, formado por singularidades irrepetíveis, é natural o grupamento dos indivíduos que comungam das mesmas ideias. Portam idênticas convicções, alimentam-se de ideologias análogas, são devotos de uma fé com única tonalidade.
23/9/2021
OVÍDIO ROCHA BARROS SANDOVAL
Acadêmico: José Renato Nalini

Lamento adicionar à minha coleção de sentidas ausências, a morte de Ovídio Rocha Barros Sandoval, uma das mais significativas influências que recebi em minha vida.
23/9/2021
VOCAÇÃO DO REGISTRO DE IMÓVEIS 4.0
Acadêmico: José Renato Nalini

"Quem não registra não é dono!"
22/9/2021
FAMÍLIA IMPERIAL NA INTIMIDADE
Acadêmico: José Renato Nalini

Quem se detiver a cotejar o comportamento da última Família Imperial brasileira, cujo “pater famílias” era Pedro II e aquele das famílias presidenciais, pode se chocar.
21/9/2021
SAUDADES DO QUE NÃO VIVI
Acadêmico: José Renato Nalini

Confesso que assistir ao espetáculo da política brasileira no presente momento me faz sentir saudades daquilo que não vivenciei. Ou seja, da nossa experiência monárquica. Aumenta, a cada dia, minha simpatia pela família imperial.
20/9/2021
SILÊNCIO E SOLIDÃO
Acadêmico: José Renato Nalini

Mortes prematuras sempre chocam. A inversão da ordem natural é um atestado de nossa fragilidade e lembra a todos que somos efêmeros. Deveria também fazer com que todos fossem um pouco mais humildes e valorizassem de forma adequada a dádiva da existência.
19/9/2021
EDUCAÇÃO DE HOJE E AMANHÃ
Acadêmico: José Renato Nalini

Michel de Montaigne, em seus “Ensaios”, já criticava a fórmula adotada para ensinar as crianças. A escola convencional persiste em concentrar dezenas de seres singulares naquele espaço físico tradicional.
19/9/2021
JUNDIAÍ E A ESG
Acadêmico: José Renato Nalini

Incumbe à iniciativa privada assumir a racionalidade
18/9/2021
MÁCULAS JUDICIÁRIAS
Acadêmico: José Renato Nalini

É verdade que o sistema Justiça brasileiro ainda não se submeteu à profunda reforma estrutural de que necessita. É muito difícil vencer a inércia, força que torna os equipamentos estatais inamovíveis.
17/9/2021
JUSTIÇA: AINDA PRECISA DE REFORMA
Acadêmico: José Renato Nalini

Ainda não se promoveu a profunda reforma estrutural do sistema Justiça brasileiro. A Emenda Constitucional 45/2008 caminhou timidamente na direção desejável. O que faltaria para o Poder Judiciário no Brasil?
16/9/2021
DESAFIOS DA JUSTIÇA NOS PRÓXIMOS ANOS
Acadêmico: José Renato Nalini

O Judiciário é um poder estatal que garante a Democracia, mas que nunca é adequadamente julgado. Sua reputação oscila quando os extremos se entrechocam e o diálogo não tem vez. A função judiciária é sempre polêmica. Encarregada de solucionar contendas, sempre tende a desagradar uma das partes, não raro as duas.
16/9/2021
ESCASSEZ DE JUÍZO
Acadêmico: José Renato Nalini

Quão prejudicial a esta Nação a ausência de um projeto educacional
15/9/2021
MUITO SE FALA, POUCO SE DIZ
Acadêmico: José Renato Nalini

No momento em que as “narrativas” invadem nossos espaços e entopem nossa capacidade de absorção, é bom lembrar o que significa a palavra, de acordo com os que permaneceram muito tempo à procura de desvendar língua e realidade.
14/9/2021
SEMANA DE 22 É NOSSA!
Acadêmico: José Renato Nalini

Falta pouco para a celebração da Semana de Arte Moderna de 1922, levada a efeito em fevereiro no Teatro Municipal. Sem bairrismo, essa é uma festa primeiro paulista, para depois ser brasileira.
12/9/2021
ONDE ESTÁ NOSSA MEMÓRIA?
Acadêmico: José Renato Nalini

Infelizmente, o Canto Orfeônico acabou
11/9/2021
FAZENDO ÁGUA
Acadêmico: José Renato Nalini

A expressão “fazendo água” lembra o ritmo do naufrágio. A embarcação fazendo água, sinaliza que em breve afundará. A imagem poderia suscitar outras reflexões.
10/9/2021
ERRAR É HUMANO…
Acadêmico: José Renato Nalini

… perdoar é divino! É o que se apregoa. Não há como evitar o erro. Difícil é alguém errar e assumir a deliberação de agir contrariamente ao que seria considerado o certo.
9/9/2021
A CHINA SABE O QUE FAZ
Acadêmico: José Renato Nalini

Houve um tempo em que o “made in China” suscitava dúvidas. Esse tempo já passou. Pesquisa profunda, estímulo ao estudo consistente e outras políticas estatais fizeram com que o imenso país se tornasse líder e assustasse os Estados Unidos.
8/9/2021
CÉLIO SALOMÃO DEBES (1926-2021)
Acadêmico: José Renato Nalini

Em momento penumbroso deste Brasil tão complexo, perdemos um valioso referencial para a História de São Paulo. Celio Salomão Debes foi advogado, Procurador do Estado, integrou o corpo jurídico da Companhia Paulista de Estradas de Ferro e atuou como Procurador do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.
7/9/2021
O BRASIL QUER PAZ!
Acadêmico: José Renato Nalini

Os brasileiros querem e precisam de paz! Que não seja a dos cemitérios! Uma paz fruto de respeito mínimo pela diversidade exuberante entre as pessoas e suas linhas de pensamento.
 1     2     3     4     5     6     7     8    9   

 10     11     12     13     14     15     16     17     18     19   





 
Largo do Arouche, 312 / 324 • CEP: 01219-000 • São Paulo • SP • Brasil • Telefone: 11 3331-7222 / 3331-7401 / 3331-1562.
Imagem de um cadeado  Política de privacidade.